12 de jun de 2018

As cidades-estado da Mesopotâmia



As cidades-estado da Mesopotâmia

Mesopotâmia significa "terra entre rios". Foi onde se desenvolveram as primeiras vilas e cidades da antiguidade, graças ao desenvolvimento da agricultura.
Essa região se localizava no atual Oriente Médio. Em meio a uma região seca e desértica, havia dois importantes rios, o TIGRE e o EUFRATES, que possibilitavam a fertilidade da terra em suas proximidades e a utilização de suas águas para a irrigação.

Nessa região, formaram-se os primeiros núcleos urbanos, que foram se desenvolvendo, surgido assim várias cidades-estado.
Mas o que é uma CIDADE-ESTADO?
Cidades-estado são cidades independentes. Elas possuem seu próprio governo, suas leis, suas maneiras de se organizar, sem depender de um governo maior.
Mas uma dúvida!... No Brasil existem cidades-estado?
NÃO! No Brasil, apesar das cidades possuírem um governo local que é o prefeito e uma câmara municipal, todas as cidades estão submetidas a um governo maior, os governadores de estado e a um governo maior ainda que é o presidente da república.

Desenvolveram um importante sistema de canalização dos rios para melhor armazenar a água para sua comunidade. Também criaram a escrita cuneiforme, registrando os detalhes de seus cotidianos através de placas de argila, e os zigurates, construções piramidais que serviam de armazenamento de produtos agrícolas e de prática religiosa. As cidades-Estado de Nipur, Lagash, Uruk e Ur datam da época dos sumér

Babilônios

Criaram os primeiros códigos de lei para controlar a sociedade, como as Leis de Talião (leia: Código de Hamurabi), formuladas pelo Imperador Hamurabi, que previam castigos severos aos criminosos de acordo com a gravidade de seus delitos. Por volta do século VII a.C., o Imperador Nabucodonosor II, que formava o Segundo Império Babilônico, ordenou que fossem construídos dois templos que serviriam de grande reverência arquitetônica: os Jardins Suspensos e a Torre de Babel.

Assírios


Desenvolveram um importante sistema de canalização dos rios para melhor armazenar a água para sua comunidade. Também criaram a escrita cuneiforme, registrando os detalhes de seus cotidianos através de placas de argila, e os zigurates, construções piramidais que serviam de armazenamento de produtos agrícolas e de prática religiosa. As cidades-Estado de Nipur, Lagash, Uruk e Ur datam da época dos sumérios.
Criaram os primeiros códigos de lei para controlar a sociedade, como as Leis de Talião (leia: Código de Hamurabi), formuladas pelo Imperador Hamurabi, que previam castigos severos aos criminosos de acordo com a gravidade de seus delitos. Por volta do século VII a.C., o Imperador Nabucodonosor II, que formava o Segundo Império Babilônico, ordenou que fossem construídos dois templos que serviriam de grande reverência arquitetônica: os Jardins Suspensos e a Torre de Babel.

Tinham uma ampla organização militar e eram ávidos pela guerra. Quando dominavam determinados territórios, impunham castigos cruéis aos inimigos como forma de intimidá-los, para demonstrarem sua hegemonia.
Além destes, os acádioscaldeus e amoritas, dentre outros, também constituíram a sociedade mesopotâmica. Eles eram povos politeístas (acreditavam em vários deuses) e tinham uma ligação religiosa com a natureza.